terça-feira, 9 de novembro de 2010

Escravos do trabalho




Já trabalhei em alguns sítios diferentes o que me permitiu chegar a uma conclusão, confirmada em algumas conversas que tive com amigas e que acham o mesmo: em todos os sítios onde trabalhei há sempre alguém que trabalha mais rápido que os outros todos e que se predispõe a ficar até mais tarde e/ou a trabalhar de casa, pura e simplesmente porque as coisas têm de ser feitas. E sempre que há trabalho, adivinhem lá à secretária de quem vai parar? O engraçado é que normalmente até nem é a pessoa que ganha mais! Ainda bem que me apercebi logo disso ao início ;)

E vocês, conhecem pessoas assim?

Bjs

3 comentários:

Fresco_e_Fofo disse...

São os "graxistas". E mesmo não sendo os que ganham mais, deviam ganhar ainda menos, pa não serem "sabujos".
Curioso é que durante a minha vida profissional, foi no período em que desempenhei funções de chefia que mais me custou lidar com essa gente.
É que me ficavam aqui, atravessados nas goelas e não iam pra baixo nem com um garrafão de água do Luso.
Pronto, confesso (agora que já lá vão tantos anos...): fui muito mauzinho com duas ou três peças dessas e numa reestruturação, dei um grande contributo para lhe fazer o funeral.
Opá, graxistas é que não. Comigo as pessoas têm de "vingar" pela competência.

Nokas disse...

Isso há em todo o lado :)

Belladonna disse...

Existe sempre alguém deste género em todas as Empresas.
Bj