domingo, 13 de setembro de 2015

Complexidades...

 

As pessoas são complexas. Lembro-me de pensar isto enquanto estava a estagiar. Hoje em dia está muito na moda falar-se em doenças psiquiátricas ou problemas do foro psicológico, mas as pessoas comportam-se de maneira diferente conforme os dias, o humor e o local onde estão.

Eu, por exemplo: No emprego, por vezes, sou muito stressada, ponho em causa o que faço e tenho algum medo quando começo a ver muitos burburinhos. Apanho segredinhos do ar e faço grandes filmes. Tenho medo de ser despedida ou de fazer parte das estórias e teorias que vão sendo inventadas. Consigo ser mesmo paranóica! Outras vezes sou calma e segura de mim mesma. Ouço música, ponho um sorriso na cara, faço tudo bem à primeira e acho que somos todos da mesma equipa e estamos lá para nos ajudar. 

Às vezes depende do ambiente que me rodeia, outras da maneira como comecei o dia, outras de alguma coisa que ouço ou vejo… 

(Tento ser simpática com todos, mas nem sempre estou com o mesmo humor)

­­­­Em casa e na minha vida pessoal, normalmente, sou exactamente o contrário. Gosto da minha solidão e vivo bem com ela. Não me importo tanto com as opiniões dos outros e se tiver de mandar alguém “catar macacos” não tenho qualquer problema com isso. Sou bem capaz de bater com o pé no chão e fincar as minhas ideias. Outras vezes, fico carente e pergunto mil e uma vezes se gostam de mim e porquê? Preciso de mimo e abraços.

Como li no blogue da Krasiva , há dias para todos os gostos e o meu humor vai variando, assim como varia o tempo lá fora, as pessoas e os lugares. 

Às vezes estamos bem, outras não! Às vezes temos uma opinião de manhã e outra à tarde. O humor varia. O conhecimento também. E não é vergonha nenhuma mudarmos a nossa maneira de pensar, a nossa maneira de agir, conforme o dia, a companhia e o lugar. Desde que sejamos sempre verdadeiros connosco próprios!

5 comentários:

  1. Não te preocupes, não és a única a sofrer "mood swings". :) Acho que é normal em qualquer pessoa, conforme o decorrer do dia, das situações, o clima do dia, o contexto em que estamos inseridos, as pessoas com quem nós convivemos e que influenciam a nossa energia.

    ResponderEliminar
  2. Já eu sou demasiado calma e submissa.

    ResponderEliminar
  3. Quando dizes que 'as vezes temos uma opinião de manhã e outra à tarde' fizeste-me lembrar o filme que vi no outro dia do Wayne Dyer que se chama 'The shift'. É muito bom. Fala-nos disso mesmo, do que é uma verdade para nós de manhã, à tarde pode ser outra. Recomendo.
    Revejo-me imenso nas tua palavras.

    ResponderEliminar
  4. Thanks, vou ver se vejo esse filme!

    ResponderEliminar
  5. Pelos vistos está no youtube! https://youtu.be/Exuw4mtzdyQ

    ResponderEliminar

Todos os comentários são sempre bem-vindos ;)