domingo, 14 de fevereiro de 2016

Desafio "Uma Paixão chamada Livro"

Desde os 7 anos, idade em que comecei a ler os livros de "Uma Aventura", que adoro ler. Tinha vários cartões de várias bibliotecas e sempre que podia levava livros atrás. Agora, a autora do blogue A Gorda Não Veste Prada desafiou-me a escolher 5 de que gostei especialmente. 

Aqui vai:

1.º  - "A Fábrica das Sedas", Tash Aw. - Em primeiro lugar virá sempre este. Foi o livro que me ensinou sobre Empatia, sobre cada história poder ter sempre mais que uma perspectiva/versão. Continua a ser o primeiro do meu TOP :)


"Finalista do Man Booker 2005
Vencedor do Whitbread para primeiro romance 2005


A Fábrica de Seda Harmonia é a loja de têxteis gerida por Johnny Lim, um camponês de nacionalidade chinesa que vive na Malásia rural, na primeira metade do século vinte. É a estrutura mais imponente da região, e aos olhos dos habitantes do Vale Kinta, Johnny Lim é um herói - um comunista que lutou contra os Japoneses quando estes invadiram o país, disposto a sacrificar a vida pelo bem do seu povo. Mas para Jasper, o filho, Johnny é um vigarista e um colaborador que traiu o povo que fingia servir e a Fábrica das Sedas não passa de uma fachada para os seus negócios ilegais. Centrando-se em Johnny a partir de três perspectivas - a do filho já adulto; da esposa, Snow, a mulher mais bela do Vale Kinta; e do seu melhor e único amigo, um inglês sem eira nem beira chamado Peter Wormwood - o romance revela a dificuldade de conhecer outro ser humano e como as suposições que fazemos dos outros determinam quem somos." 


2.º - "A Sombra do Vento", de Carlos Ruiz Zafón - e todos os outros deste escritor! Adoro a escrita deste senhor. Já li imensos livros dele, inclusive os juvenis, e nunca me decepcionei.


"A Sombra do Vento" é um mistério literário passado na Barcelona da primeira metade do século XX, desde os últimos esplendores do Modernismo até às trevas do pós-guerra. Um inesquecível relato sobre os segredos do coração e o feitiço dos livros, num crescendo de suspense que se mantém até à última página.
Numa manhã de 1945, um rapaz é conduzido pelo pai a um lugar misterioso, oculto no coração da cidade velha: O Cemitério dos Livros Esquecidos. Aí, Daniel Sempere encontra um livro maldito que muda o rumo da sua vida e o arrasta para um labirinto de intrigas e segredos enterrados na alma obscura de Barcelona. Juntando as técnicas do relato de intriga e suspense, o romance histórico e a comédia de costumes, "A Sombra do Vento" é sobretudo uma trágica história de amor cujo eco se projecta através do tempo."
  
3.º - "Requiem", António Tabucchi. - Adoro este escritor e este foi o primeiro livro que li dele. Este escritor consegue colocar os heterónimos de Fernando Pessoa em quase todos os seus livros. E fá-lo com uma mestria impressionante.



"Como que suspenso entre a consciência e a inconsciência, entre a realidade Antonio Tabucchi e o sonho, um homem encontra-se ao meio-dia em ponto, sem perceber porquê, numa Lisboa deserta e tórrida de um domingo de Julho. Sabe vagamente que tem umas tarefas a cumprir - uma última, sobretudo: encontrar-se com um ilustre poeta desaparecido que, como todos os fantasmas, talvez apareça só à meia-noite.
Entrega-se ao fluxo do acaso, segundo a lógica das livres associações do inconsciente, e dá consigo a cumprir um percurso que o leva a reviver aquilo que foi, a tentar desatar os nós cegos da sua vida passada que nunca conseguiu compreender. A alucinação, a errância, o sonho duram doze horas, nas quais o tempo de uma vida se comprime e se dilata: passado e presente confundem-se e os vivos encontram-se com os mortos no mesmo plano.

Com este Requiem, Antonio Tabucchi, ao contar a experiência de uma viagem misteriosa e sapiencial, escreveu um livro que é um acto de amor a um país que lhe pertence profundamente e à língua na qual este livro está escrito." 


4.º - "À Procura de Sana", Richard Zimler. - Eis Outro escritor que adoro! Adoro ler sobre factos reais. Sobre o Portugal do antigamente. Sobre o conflito Israelo-palestiniano. Sigo este escritor no facebook e gosto imenso da escrita dele. Leiam que vale bem a pena!


"Um escritor - o próprio Richard Zimler - encontra, num festival em Perth, na Austrália, uma admiradora, bailarina numa companhia de dança brasileira, que lhe diz que o seu livro "O Último Cabalista de Lisboa" influenciou profundamente a sua via. Depois, o inesperado acontece: a mulher, Sana, suicida-se atirando-se da janela em frente do escritor.
Zimler torna-se então personagem do seu romance, ao mesmo tempo o investigador e o narrador da enigmática história de Sana. Em Paris encontra Helena, a amiga de infância de Sana, e começa a desenrolar o fio da vida de ambas, uma palestiniana e outra judia, nascidas e criadas em Haifa, quando a convivência pacífica entre as comunidades palestiniana e judia era ainda possível.
As investigações de Zimler levam-no cada vez mais fundo numa teia de ilusões, crueldade e vingança - e finalmente até ao 11 de Setembro de 2001, quando a tragédia que testemunhou em Perth se consuma."


 5.º - "Do Amor e Outros Demónios", Gabriel Gárcia Márquez. - Mais um, adoro este escritor, pela escrita que me transporta para sítios que não conheço, para culturas que me são estranhas, mas sobre as quais adoro ler. Pela sua simplicidade. Pela sua grandiosidade! 


 "No terceiro nicho do altar-mor, do lado do Evangelho, estava a notícia. A lápide saltou em pedaços à primeira pancada do alvião e uma cabeleira viva, de uma intensa cor de cobre, espalhou-se pela cripta. O mestre-de-obras quis retirá-la completa com o auxílio dos seus operários, mas quanto mais puxavam mais comprida e abundante ia surgindo, até saírem as últimas madeixas, ainda presas a um crânio de criança. No nicho não ficaram senão uns ossitos pequenos e dispersos e na lápide de cantaria carcomida pelo salitre apenas era legível um nome sem apelidos: Sierva Maria de Todos los Angeles. Estendida no chão, a esplêndida cabeleira media vinte e dois metros e onze centímetros."


Em geral adoro livros que relatem factos reais. Algo que me faça ir ao google ver se os factos descritos e, por vezes, as localidades e os monumentos, são reais. São exemplos deste tipo de livros:

- "A Herança do Vazio", de

Jamie Ford


13 comentários:

  1. Gostei das sugestões que vou levar comigo - já sabia do primeiro porque li sobre ele aqui, não consegui o livro em português porque está esgotado mas consegui o ebook em inglês (mas ainda não o li)

    ResponderEliminar
  2. Não li nenhum desses, mas fiquei curiosa!
    Gostei do desafio :)

    r: Muito obrigada
    Com um livro também arriscava, gostava mesmo que aquela iniciativa existisse cá

    ResponderEliminar
  3. Vou levar o desafio ;)
    As tuas sugestões são boas, adoro Gabriel Garcia Marquez e Carlos Luiz Zafon!

    ResponderEliminar
  4. As únicas vezes que me lembro de "roubar" dinheiro ao meu pai, foi para comprar livros.
    Na altura tinha acabado a 4ª classe e vendia jornais lá na terra e o meu pai tinha uma barraca de melões à beira da estrada, mas como passava os dias na taberna, "sequestrava-me" para ficar na barraca a vender melões. Como além de jornais, também vendia livros da coleção "Formiguinha", gamava dinheiro ao velho e comprava os livros que eu próprio vendia. eheheheh

    ResponderEliminar
  5. Adorei a TAG, não li nenhum dos livros que falas...

    Bjxxx

    ResponderEliminar
  6. Nunca li nenhum desses...

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda,blogspot.pt

    ResponderEliminar
  7. Carlos Luiz Zafon é grande :) Adoro os livros dele :)

    ResponderEliminar
  8. Foste "tageada" :)

    http://love-who-loves-you-back.blogspot.pt/2016/02/tag-descobrindo-novos-blogs.html

    ResponderEliminar
  9. Também tenho muitos "Uma aventura" e também andava sempre na biblioteca em miúda e adolescente! Desses, só tenho "A sombra do vento", ma ainda não li :)
    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Apenas não li o primeiro mas deixou-me muito curiosa =)

    ResponderEliminar
  11. Também li alguns livros "uma aventura " e engraçado , agora é o meu filho que os anda a ler :))

    ResponderEliminar
  12. A sombra do vento também faz parte dos livros que mais me marcaram e que mais gostei :)

    ResponderEliminar
  13. Obrigada por teres aceite o desafio, MAG! Parecem-me excelentes sugestões. Dos que sugeriste só li a Sombra do Vento e adorei. Os outros títuos já apontei! ;-)

    ResponderEliminar

Todos os comentários são sempre bem-vindos ;)