segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Dos assaltos.


Uma vez que ando a ser assaltada todas as semanas coloca-se a questão, deve-se atestar o carro ou não?

Atestando-se poupa-se tempo e garante-se, pelo menos nos tempos que correm, que a gasolina é mais por menor preço, uma vez que agora todas as semanas tem aumentado 0,02€. Por outro lado o carro fica mais pesado e presumivelmente gasta mais.

E vocês, quando podem escolher, ainda no início do mês, o que fazem?

Bjs

7 comentários:

M. disse...

Estou em depressão. Dinheiro mal gasto faz-me esse efeito:(

Fresco_e_Fofo disse...

Eu meto quando preciso (ou quando me deixam "meter" eheheh). Normalmente aproveito as idas à casa da aldeia, porque há um Intermarché com "gasosa" mais barata.

A Minha Essência disse...

Eu sinceramente vou metendo conforme vou precisando. Confesso que nunca pensei nessa questão. Sinceramente acho que vai dar tudo ao mesmo. Olha, já nem sei!! :S
Porém, o que sei é que ele (€) sai da carteira assim num ápice! :-o

Kiss

Bé* disse...

Eu atesto sempre... Não gosto de perder tempo!:)

S* disse...

Transportes públicos, é a minha sugestão.

Jo disse...

Atestar... mas dá-me urticária, só de pensar nisso!

Anónimo disse...

É encher até não caber nem mais uma gota...

Primeiro, porque assim vou à bomba menos vezes e poupo tempo e depois porque no dia a seguir já custa mais um ou dois cêntimos por litro... O peso de mais 20 ou 30 kg é completamente irrelevante em termos de médias de consumo face aos aumentos sucessivos...