quarta-feira, 7 de setembro de 2011

O que se aprende com os amigos…

Toda a vida, acho que desde que me lembro de existir, houve pessoas que me diziam que eu falava demais, incomodava e era chata. E eu sempre acreditei… Por isso quando tinha amigos novos, para não ser chata e não incomodar (e também para não os perder), não lhes ligava muitas vezes, nem mandava mensagens ou convidava a sair. Tinha medo de incomodar, ser inconveniente, afinal essas pessoas tinham a sua vida porque é que haveriam de estar a perder tempo comigo ou a ter de me aturar. Ora isso aos olhos das outras pessoas parece desinteresse!

Só há pouco tempo, quando uma amiga me disse que eu não era chata e que gostava de receber as minhas mensagens é que comecei a perder o medo de “incomodar”. Ainda assim, não raras vezes, ainda penso: “Será que não estou a ser chatinha?”.

Bjs

7 comentários:

A Minha Essência disse...

Sabes, para se alimentar o que quer que seja, temos que regar, dar que comer e por aí fora...
Nas amizades/elos de ligação não é excepção! Por isso, sê tu mesma na tua essência. Pois as pessoas tem que te aceitar tal e qual como és! E se facto forem verdadeiras para com esse elo, nada tens a temer.

MAG disse...

Obrigado pelo comentário. Estava a precisar:)
Bjs

Anabela disse...

Eu gosto de ser chata (nesse aspeto), e as pessoas que pensam que somos chatas por esses motivos não valem a pena.
As amizades têm que ser alimentadas, caso contrário morrem.
Bjs

Maninha disse...

Eu acho que é impossível seres chata por mensagens ou telemóvel quer dizer as pessoas só respondem se quiserem. e às vezes uma mensagem pode alegrar o dia a uma pessoa sem saberes =) Ao vivo e a cores acho que desde que consigas ouvir a opinião das outras pessoas numa conversa está tudo óptimo. =)

Nokas disse...

Tens que ser tu própria...só assim as pessoas te poderão conhecer!!

mari disse...

knoe the feeling ... passei pelo mesmo depois do divórcio, achava que estava a mais ... hoje não, sinto-me confiante e sei que a minha companhia é apreciada :)

Jo disse...

Percebo-te... ;)